logotipo tvi24

ALMA, o maior telescópio do mundo tem dedo português

É inaugurado no deserto do Atacama, com a presença de Nuno Crato

Por: Redacção / FC    |   2013-03-13 12:17

O maior radiotelescópio do mundo, um projeto de cooperação científica internacional, é inaugurado esta quarta-feira no Chile, com Portugal representado pelo ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato.

O ministro português desloca-se ao Chile a convite do Observatório Europeu do Sul (ESO), do qual Portugal é membro desde 2000, para participar na inauguração do Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA), situado no deserto de Atacama, no Norte do Chile.

O ALMA - inaugurado após uma década de gestação - é um radiotelescópio de grandes proporções, que pretende compreender os segredos da origem do universo.

Situado a mais de cinco mil metros de altitude, é constituído por uma rede de 66 antenas, cada uma pesando mais de 100 toneladas, e permitirá observar comprimentos de onda milimétricos e submilimétricos, invisíveis a olho nu.
As antenas funcionam em conjunto, transformando-se num radiotelescópio gigante, com 16 quilómetros de diâmetro, com as imagens captadas tratadas por um supercomputador.

A primeira antena foi instalada em 2009, no planalto de Chajnantor, perto da aldeia de São Pedro de Atacama, local escolhido pela altitude, amplitude, extrema ausência de humidade no ar e proximidade da linha do Equador, o que oferece um ângulo privilegiado para observar uma grande parte do universo.

«O ALMA representa uma verdadeira revolução. Poderemos fazer observações com uma resolução e uma sensibilidade bem melhores do que hoje e isso vai transformar completamente a nossa visão de uma parte do universo», destacou Massimo Tarengui, que integra o projeto, em declarações à agência AFP.

O ALMA é também o primeiro projeto de Astronomia verdadeiramente mundial, com um orçamento na ordem dos mil milhões de euros, repartidos entre Europa (através do ESO), Estados Unidos e Japão.

José Afonso, Diretor do Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL), fala sobre o ALMA, o que este novo e revolucionário super-telescópio representa para o conhecimento, e a capacidade do CAAUL, que participou na definição e planificação do ALMA, para aproveitar esta nova janela sobre o Cosmos.

Partilhar
FOTOGALERIA:
Telescópio ALMA

Telescópio ALMA EM CIMA: Telescópio ALMA

O fim da chupeta que cai ao chão e ganha bactérias
Ministério da Educação felicita alunos de escola de Lisboa por prémio europeu
Dose única de radioterapia pode tratar cancro da mama
Tratamento feito através de cirurgia pode evitar semanas seguidas de tratamento
Google cria corpo humano perfeito para prevenir doenças
Novo projeto científico da Google chama-se «Baseline» e vai recolher informação de milhares de pessoas
EM MANCHETE
«Não tenho uma varinha mágica para resolver problemas»
Líder do PS afirma que as suas prioridades são a criação de emprego e de condições para as empresas
Israel aceita prolongar cessar-fogo
Gaza: Cruz Vermelha denuncia ataques contra ambulâncias